Skip to content
20/01/2016 / Paulo Wainberg

Rick e Ilse

Revelo hoje uma das mais extraordinárias fraudes emocionais de que o mundo foi vítima.

Rick (Humphray) é um americano de origem obscura, proprietário de um café-cassino em Casablanca, Capital do Marrocos dominada pelo Governo Nazista de Vichy, da França ocupada.

Está em Paris e conhece Ilse (Ingrid), uma belíssima e jovem mulher e os dois vivem um tórrido romance, uma paixão avassaladora para ele, um ‘amor ‘ redentor para ela.

Então ela some. Sem dizer nem por que nem por quando.

Ele a procura pela cidade inteira até desistir e volta para Casablanca, amargo e desiludido, sofrendo as dores indescritíveis que só homens sofrem quando perdem a mulher amada.

O que Rick não sabia (nem nós), é que Ilse era casada! Sim amigos, ela era casada e com nada mais nada menos do que um herói e líder da resistência Tcheca, naquele momento prisioneiro num campo de concentração alemão nazista filho da puta.

Ele lá, sendo torturado, e ela aqui, imersa nas delícias sexuais do amor.

Passa o tempo e num belo dia Rick está tomando umas no seu café-cassino quando Ilse entra, linda e ofegante como um destaque de escola de samba.

Ele a trata mal, como convinha, até que ela revela a verdade e, mais ainda, que só se envolveu com ele porque acreditava que o marido tinha morrido. Ao saber que o cara não apenas estava vivo como, inclusive, tinha fugido do campo de concentração alemão nazista filho da puta, resolveu fugir sem dizer adeus, porque tinha medo de não conseguir, tamanha era a vontade de ficar com ele, o pobre Rick.

Agora está em Casablanca com o marido, em busca de passaportes para fugirem para a Europa, mas agora está decidida a ficar com ele.

Não fica claro, aparentemente eles transam no escritório dele.

Vai daqui, vai dali, chega-se ao antológico diálogo final (que Woddy Allen reproduziu magistralmente num de seus filmes) quando se consolida a fraude no início mencionada, que enganou a todos e cuja verdade finalmente será por mim revelada.

Ilse pensa que está no aeroporto para se despedir do marido e ficar com Rick. Ele então explica que ela precisa ir, que o marido precisa muito dela na sua luta contra o nazista filho da puta (genericamente falando), que ela é isto e aquilo e, finalmente, a frase famosa para conter as lágrimas (de ocasião) dela:

– Sempre teremos Paris, honey.

Ela faz beicinho, meio que finge que vai insistir e, óbvio, não insiste e caminha em direção ao avião, envolto na neblina.

Rick sai então, em companhia do chefe de polícia que o salvou, os dois planejando ótimos negócios futuros ao som de As time goes by, que Sam gentilmente play it again.

No que consiste a fraude?

Mas como? O Homem Apaixonado, Loucamente Apaixonado, jamais é altruísta, especialmente quando se trata da mulher amada e fazer concessões em nome de terceiras causas, interesses alheios e objetivos políticos.

Se Rick estivesse realmente apaixonado por Ilse, teria ficado com ela, SE ela ficasse, o que duvido muito, afinal tinha marido, projeto de vida e coisa e tal.

Não fosse uma fraude e o final seria obviamente o seguinte caso, repito,ela realmente ficasse: Rick despacharia o marido e ficava com a Ilse. Mandava Paris, a guerra, o chefe de polícia e as preocupações com o mundo à merda, entregando-se, pleno de felicidade, ao seu grande amor, à sua paixão inesgotável.

Do jeito que terminou conclui-se que paixão e amor não frequentaram os embutidos emocionais de Rick e Ilse.

Tiveram Paris, sim, transaram, mordiscaram, piscaram, tudo isso, mas paixão de verdade, nem perto.

A amargura de Rick teve muito mais despeito no risoto, do que dor de uma saudade.

É isso, então.

A kiss stil a kiss.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: