Skip to content
17/05/2015 / Paulo Wainberg

Citatorix

Ainda escrevo um romance só com citações com a finalidade de calar a boca de todos os citadores deste mundo. Meu livro começaria assim:

– Meu nome é Ismael – disse ele. (N.A.: “Disse ele” é uma citação da frase que caiu no domínio público, de tanto ser citada).

– Ok, o que você deseja – perguntei (N.A.: A palavra “perguntei” é de minha autoria.

– Desejo descobrir se minha mulher está me traindo – respondeu ele (N.A. : A frase “Respondeu ele” foi extraída de um romance russo.)

– O que leva você a pensar que isso está acontecendo – tornei eu. (N.A.: A frase “tornei eu”foi extraída de um poema desconhecido de Antero de Quental.)

– Achei duas mensagens no celular dela dizendo quero te comer agora, Xico – ripostou ele (N.A.: A frase “ripostou ele” foi extraída de um pergaminho do Mar Azul do Caribe.)

– Xico é o seu nome, o seu apelido – interroguei. (N.A.: A palavra interroguei foi extraída de um romance de Arthur Conan Doyle.)

– Não, não, meu nome é Ismael.

E assim prosseguiria o meu romance até a citação final: O FIM, tradução livre do inglês, extraída de um filme americano.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: