Skip to content
04/12/2014 / Paulo Wainberg

Mulheres não sofrem por amor

É fato notório, sabido e comentado, que as mulheres não sofrem por amor.

Elas sofrem por raiva, despeito, vaidade, ciumes, abandono e violência, mas por amor nunca.

O exemplo clássico, moça ama rapaz que não a ama. Ela chora duas ou três noites, sozinha no quarto, não pelo amor não correspondido e sim pelo desprezo ao seu amor, como é que ele pode não me amar, e se sente feia, rejeitada, até amargurada, mas nunca sofrendo porque rapidamente vira a página, vai em frente, compra uma bolsa, faz terapia e e num instante já está amando outro que a amou primeiro.

Sim, porque após o primeiro amor fracassado a mulher torna-se cautelosa, jamais cairá na mesma armadilha novamente e somente abrirá seu coração a quem demonstre, inequivocamente, que já está de quatro, aos pés dela.

Tanto é verdade que mulheres não sofrem por amor que jamais se preocupam em desvendar a alma masculina.

É do homem a obrigação de conhecer a alma feminina, o que as deixa enlevada, mas elas não estão nada preocupadas com a alma masculina, como se só elas tivessem o privilégio de ter uma característica comum e ao mesmo tempo diferencial, especial, algo intangível e inexpressável, tão assim que quando um, repleto de frases feitas e rimas fáceis, acordes entrecortados e tons menores, parece compreendê-las e à sua alma feminina, apontam o farsante como modelo de homem sensível e, na sua lógica própria, confiável.

Não, mulheres não sofrem por amor, não se embebedam sozinhas, em casa ou no bar, não choram e não emagrecem devido a um amor perdido, a um amor desfeito.

Com os homens, acontece exatamente e, em tudo, o contrário.

One Comment

Deixe um Comentário
  1. Gislaine Oliveira / Dez 5 2014 15:17

    Paulo, tudo bem? Adorei seu texto. Mas não me enquadro nessa definição de mulher. Só em algumas partes. Como sobre a mulher não querer desvendar a alma masculina. Mas simplesmente adorei o texto. Isso é tão Unhas. Fui apresentada ao seu livro por um amigo e gostei muito do seu trabalho. Por isso, quis conhecê-lo aqui. Um grande abraço e segue o link da resenha em meu blog se quiser conferir.
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/2014/12/unhas.html#comment-form

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: