Skip to content
26/07/2014 / Paulo Wainberg

Racismo, discriminação e tolerância

Somos todos racistas, é da natureza humana, um sentimento impossível de não sentir.

O racismo consiste em não gostar de raças diferentes, pura e simplesmente.

O racismo é um sentimento associado diretamente o medo do que é diferente e desconhecido.

Não gostar de asiáticos, negros, índios, brancos, apenas para ficar na classificação original das raças humanas está inscrito no código genético do ser humano, nem mais nem menos.

A pluralidade dos povos, a razão, a emoção e as perversões ampliaram o conceito de racismo, termo que se expandiu para a intolerância religiosa, cultural, tradicional, gerando sentimentos como xenofobia, homofobia, antissemitismo e, num plano mais tristemente sofisticado, o pavor das classes sociais privilegiados aos pobres.

Racismo não é crime, assim como o desejo de matar não é crime.

Equivocadamente usou-se a palavra para criminalizar o ‘racismo’, como se fosse possível criminalizar o amor, o ódio, o ciumes e outros sentimentos e emoções humanas.

O que, é justo perguntar, é realmente criminoso?

A resposta parece óbvia: o crime consiste no ato, na ação, na prática e, no caso do racismo, na discriminação racial, na perseguição, na supressão de direitos, na violência, no ataque, no assassinato, no genocídio, na ofensa e todo e qualquer ato praticado por motivo de racismo (ou ódio, ciumes, cobiça).

O ser humano dispõe de instrumentos psicológicos e racionais para evitar a discriminação (crime) e com isto lidar e conviver com seus próprios sentimentos perversos, instrumentos que podem se reduzir a uma única palavra: Tolerância.

É através da tolerância que o preconceito é contido, que a ofensa não é praticada e a discriminação é evitada.

E tolerância é um exercício racional para aceitar o fato das diferenças, lidar com o medo e conviver em paz.

One Comment

Deixe um Comentário
  1. Spirit Lorn / Set 4 2014 13:46

    Excelente texto. Esses dias estava conversando com familiares e amigos sobre pedofilia e em determinado ponto da conversa eu soltei “pedofilia não é crime”, e fiquei mudo por alguns instantes vendo as pessoas indignadas, falando um monte de bobagens. Depois expliquei e todos entenderam. Acho que o ponto é esse mesmo: tolerância.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: