Skip to content
01/11/2013 / Paulo Wainberg

Se comer bombom, não dirija

SE COMER BOMBOM, NÃO DIRIJA

(Publicada em Zero Hora de 26.06.08 ?

 

 

Exatamente, minha cara, não ouse comer um bombom recheado com licor na festa de aniversário do filho de uma amiga se, depois, for dirigindo para casa. Você estará cometendo um crime que, além de lhe custar quase mil reais, colocará você na cadeia e não adianta chorar, pedir perdão e jurar que nunca mais.

A desfaçatez legislativa no Brasil só é menor do que os cerca de três bilhões e seiscentos milhões de reais por ano que nos custam senadores e deputados federais, isto apenas no “oficial”.

Tolerância zero não é isto que esta lei absurda que acaba de entrar em vigor significa. Muito pelo contrário. O crime consiste em dirigir embriagado o que não é a mesma coisa que dirigir após ingerir bebida alcoólica.

Porém nossos congressistas, devidamente sancionados por nosso Presidente, resolveram inverter o mando de campo, mudando a regra no meio do jogo: bebeu um xarope e dirigiu, se ferrou! Enquanto isso os corruptos contumazes, mensaleiros, propineiros, armadores e integrantes de esquemas, charlatães e mentirosos, gozam dos sagrados direitos de ampla defesa, espaços gigantescos nos cenários apropriados, auto-louvação e louvação alheia, desafios impetuosos e silêncios arrogantes para, no fim dos tempos, saírem de mãos limpas e caras lavadas, sem uma única multinha que seja, nem mesmo para pagar o tempo desperdiçado.

E, como de hábito, esquemas devem estar sendo armados para aproveitar essa verba extra que a nova lei disponibilizou e que, dentro de três a quatro anos a Polícia Federal vai descobrir, juntamente com o Ministério Público, gerando dezenas de CPIs “éticas” e processos judiciais postergáveis.

Em nome da transparência.

Naquilo que o Brasil precisa realmente de tolerância zero, temos tolerância máxima. Naquilo que o rigor da lei deveria desabar com toneladas de indignação sobre os delinqüentes juramentados aplicam-se os prazos processuais, os recursos, as instâncias e, novamente no fim dos tempos, a prescrição e a impunidade.

Não sou apólogo da bebida, muito pelo contrário. Acho que quem dirige embriagado deve ser severamente multado e preso. Automóvel mata muito, mas não sei se a maioria dos acidentes é causada por motoristas embriagados. Acho até que não. Aliás, se considerarmos a quantidade de carros que circula no país durante um dia, associada às condições das nossas estradas e à falta de planejamento de nossas cidades, o número de acidentes, estatisticamente falando, é ínfimo. Não sei se já fizeram essa conta, mas assim, à olho nu, já é possível esta conclusão. Acontece que os jornais, as rádios e as TVs  enfatizam cada acidente fatal – e fazem muito bem – porque a morte no trânsito é extremamente chocante, fútil e inútil. Morrer em acidente é a interrupção inglória e sem propósito de vidas em andamento.

Pior do que isto é morrer com uma bala perdida de um tiroteio alheio.

De leis bombásticas e inócuas este país está cheio e nós, o povo, estamos chegando ao limite de nossa tolerância.

Três bilhões e seiscentos milhões por ano, entre salários e benefícios! Quanto nos custa um discurso de seis horas no Senado vazio, com dois membros presentes em troca de um jantar? Quanto nos retornou, desse custo?

É o que você deve se perguntar, minha cara senhora, meu prezado amigo, quando sentir o doce gosto de chocolate derretendo em sua boca e perceber, tomado de pavor, que junto com ele vem um licorzinho posto ali só para complicar a sua vida.

Se tossir, não tome xarope, se tomar xarope não dirija e nunca, repito, nunca coma panquecas de maçã flambadas porque elas são flambadas sabe no que? No conhaque, demônio, no conhaque!

O que eu pergunto é: quanto falta para que nós, povo, atinjamos a tolerância zero?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: