Skip to content
09/09/2013 / Paulo Wainberg

Eu sou (III)

Eu sou o breque sem freio, a música sem letra, a letra sem sentido, o sentido sem freio, o freio sem breque, a letra sem música, o deus sem profeta, o profeta sem alma, a alma sem gosto, o gosto sem sonho, o sonho sem sono, o sono sem freio, o freio sem óleo, o óleo sem olhos, os olhos sem cor, a cor sem amor, o amor sem ter fim, o fim do terror, o terror sem favor, o favor sem retorno, o retorno sem volta, a volta sem sentido, o sentido sem tato, o tato sem prato, o prato sem comida, a comida sem trato, o trato sem alma, a alma sem luz, a luz sem calor, o calor sem sede, a sede sem água, a água sem sal, o sal sem sabor, o sabor sem fumaça, a fumaça sem graça, a graça sem deus.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: