Skip to content
03/09/2013 / Paulo Wainberg

Conselho político no céu

E a ganância tomou conta dos povos da Terra e Deus, insatisfeito, convocou seu conselho político  para analisar a situação e adotar medidas emergenciais.

– Miguel – disse o Senhor – a que atribuis a ganância dos homens?

– Atribuo à libido, Senhor, à libido. Para satisfazê-la os homens querem mais, sempre mais.

– E tu, Gabriel, a que atribuis a ganância das Minhas criaturas?

– Atribuo à inveja, Senhor, à inveja. Por causa da inveja, os homens querem sempre ter mais do que os outros.

– E tu, Pedro, a que atribuis a ganância dos Meus seres?

– Atribuo às flores, Senhor. A ganância dos Vossos seres deve-se às flores.

– Como assim, às flores, Pedro. Não entendi a ligação.

– Dizei-me Ó Senhor, o que não entendestes?

– Não vejo nenhuma relação entre a ganância dos homens e as flores.

– E por que as flores não podem ser a causa da ganância, Senhor?

– Bem, num certo sentido… – Diga Paulo, já que elevaste a mão, tens alguma outra ideia?

– Não exatamente, Senhor, mas fico a procurar uma única razão pela qual a ganância dos homens não se deve às flores e não encontro nenhuma.

– Não há, então, motivos para que as flores não sejam a causa da ganância dos homens? Todos concordaram.

– Neste caso, o que me propõem.

– Depende do Vosso desejo, Senhor – disse Pedro com referência. – O que desejais, acabar com a ganância, acabar com os homens ou acabar com as flores?

– Hmmm- cofiou as barbas o Senhor – ainda não tenho uma posição sobre isto. Qual é a opinião Dele Lá Embaixo?

– Opinião não sabemos, mas Ele Lá Embaixo está adorando a ganância.

Desgosto, Deus, com um gesto, desfez o conselho político e com outro gesto trouxe o lá de baixo à Sua presença.

O Lá de baixo chegou numa Mercedes zero, duas portas, capota reclinável, pneus tala larga e todos os assessórios. Completíssima. Desceu, tirou os óculos escuros, ajustou uma prega no jeans e saudou

– Tudo em cima, Brother?

– Sim, aqui em cima, tudo em cima.

– A que devo o convite?

– Preciso acabar com a ganância dos homens.

– ahahahah. Tu e a torcida do Flamengo e do Corinthians juntas. Esquece, Brother, vai para uma empreitada mais fácil, salva as baleias, por exemplo.

– Estou tentando, Estou tentando…

– Faz a reforma política no Brasil.

– Desta já desisti, lá é território teu, ô Lá de Baixo. Pedro acha que as flores são a causa da ganância.

– Fecho com ele!

– Fecha? Você também acha? Então, se Eu acabar com as flores acabo com a ganância?

– Tem que pagar pra ver, Brô.

– Não sei, não sei, há três eternidades não Me sentia assim indeciso.

– Mas afinal, qual é o Teu problema com a ganância?

– Meu? Eu não Tenho nenhum problema, mas Minhas criaturas sim, estão sofrendo de ganância.

– Porra meu, Tu tá por fora mesmo! Há quanto tempo Tu não dá um chego lá? Os caras estão se divertindo, meu. Deixa Tua gente em paz.

– Mas…

– O que tão faturando no Teu Nome é uma grandeza, ninguém tá sofrendo com a ganância.

– Você jura, La de Baixo?

– Juro pelo Teu Nome.

– Então está resolvido. Vou poupar as flores e a ganância que prolifere. E quanto a ti, sultão das trevas, trata de Me arrumar mais crentes.

– Mais ainda? Tudo bem, posso provocar mais tufões, tsunames, furacões, terremotos, programas de tv, aumentar o número de senadores em Brasília, alguma outra ideia?

– Arranja um país aí, para os Estados Unidos invadirem.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: