Skip to content
18/03/2013 / Paulo Wainberg

Uma nova carta ao Osmar

Osmar, todos sabem, é meu correspondente que não corresponde nem responde. Tem cerca de sessenta anos, trocou a cerveja por uísque porque cerveja incha, solteirão convicto ( não é gay) e atualmente come apenas bolachinhas salgadas com geleia diet entre as quatro refeições que faz por dia, a última um filé a cavalo por volta da meia-noite para, como ele diz, por um pouco de forragem no líquido.

Não desisto de escrever a ele por ser ele um personagem que inventei, se um dia ele responder juro que acreditarei em fantasmas.

Mas vamos à carta.

Querido Osmar, tudo bem? Espero que sim, pois se não estiver bem, vai-se minha última dose de otimismo que tenho saboreado nas notícias não publicadas, uma esperança que cultivo aqui comigo de que o que não sai no jornal e na televisão é o que está bom.

O que você acha, querido Osmar, de termos um Papa argentino? Eu, pessoalmente, achei que a Igreja Católica ofendeu mortalmente o futebol brasileiro e a primeira provocação viu-se no dia da fumaça branca, um argentino sacudindo a bandeira da Argentina no meio da multidão da Praça São Pedro.

Ficou óbvio que aquilo era um provocação, uma tentativa de dizer que a seleção deles é melhor do que a nossa.

Mas tudo bem, vamos ver quem é quem dentro do campo, onze contra onze.

Muito mais criativa foi a base aliada do governo, não acha? Sim, estou falando do, Deus que me perdoe, congresso nacional que botou a presidir a comissão de direitos humanos um pastor evangélico racista, homofóbico e corrupto pois eu assisti, não sei se você, Osmar, conseguiu, uma sessão da igreja dele em que, desesperado, ele pedia canetas para que seus fiéis preenchessem os cheques sobre os quais, mais tarde, ele prometia orar, entendeu?

Legal isso, do pastor orar sobre os cheques recebidos dos fieis, abençoando a fé e a crendice de seu rebanho.

Sim, porque pastor que é pastor não vive sem um rebanho que ele cuida, mantém na linha e se uma ovelha desgarra, lá estão seus cães furiosos, latindo maldições e ameaças da fúria divina e de Cristo, a arrebentar com a vida dela.

Legal isto.

Mas o que eu quero saber, Osmar, saber mesmo de verdade, é a sua opinião sobre os ciclistas pelados atravancando o trânsito de Porto Alegre, num protesto relevante contra a violência no trânsito.

Na sua opinião, se os ciclistas protestassem vestidos com suas roupas de ciclista, o protesto teria efeito menor? E você acha que, tendo protestado pelados, a violência no trânsito diminuiu?

Eu, palavra de honra, não sei dizer e quando vejo pequenos bandos de ciclistas ocupando as vias nas piores horas, quando todos os automóveis, ônibus e lotações carregados de paciência e tolerância estão indo para casa, desviando das mil obras em andamento e tentando não fechar os cruzamentos, fico pensando que os ciclistas em bando não querem o prazer de andar de bicicleta e muito menos transformá-la num instrumento útil de transporte. A sensação que me dá é que eles querem desafiar alguém ou alguma coisa que não desafia a eles.

Estão cobrando briga onde a paz tenta reinar, sendo a compreensão do caos a melhor forma de tolerar o incômodo.

Seja como for, a bicicleta não é a salvação da humanidade nem os ciclistas arautos dos novos tempos.

Confiando em você, Osmar, e no seu silêncio habitual, atrevo-me a declarar que bicicleta no interior do trânsito é pior do que moto e existe pouca coisa neste mundo pior do que motos.

Saudações a você, meu amigo e colorado, somos todos vítimas dos algozes e somos todos algozes das vítimas.

Do sempre seu.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: