Skip to content
26/02/2013 / Paulo Wainberg

Terror noturno

O meu sono não é tranquilo, nunca foi. Muitos sonhos vívidos que me despertam, as vezes emocionado as vezes assustado, as vezes triste.

Sonhos com amigos perdidos, sonhos com meu pai há tantos anos perdido, sonhos eróticos, alguns beirando à pornografia, os pior sonhos contudo são aqueles de que não lembro.

Saber que sonhei e não lembrar do sonho provoca um vazio repleto de angústia que, definitivamente me tira o sono e me mantém acordado.

Horror de ficar acordado na cama e no escuro. Os piores pensamentos assomam, os problemas ficam gigantescas, a vida fica insolúvel e o medos saem do sério, simplesmente penetram as entranhas, retorcem o que encontram pela frente e saem em forma de suor e respiração aguda, o coração tocando como a fanfarra da banda fantasma.

Quando amanhece caio num sono profundo e destinado a me atrasar e o café da manhã é o bálsamo das torturas

Advertisements

One Comment

Deixe um Comentário
  1. homemdoaponta / Mar 1 2013 6:19

    Paulo,

    antes de mais foi uma alegria tropeçar no seu blog. Este texto bastou para me convencer a ficar mais um pouco.

    Boa escrita.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: