Saltar para o conteúdo
23/01/2013 / Paulo Wainberg

Crõnica do dia: Pessimismo

Começar um texto com a palavra ‘não’ pode parecer pessimismo e, em geral, é. Ser pessimista é um pouco mais do que achar que nunca vai dar certo. O pessimista acha que nunca vai dar até quando deu certo.

Ele (ou eu, no caso) acredita firmemente no erro e quando alguma coisa dá certo significa que outra vai dar errado e, como ele é um pessimista, acredita muito mais no péssimo do que no bom.

Há anos, quantos anos seriam? Muitos, podes crer, me fizeram a pergunta cuja resposta não interessa ao perguntador: “E aí, como vai?”.

Sabendo que a resposta mal seria ouvida (como eu sabia? Ora, porque mal ouço a resposta quando faço a mesma pergunta), saiu-me pela boca como se fora uma cuspida esportiva: “Tirando o que está ruim, o resto está péssimo”.

Foi uma boa resposta porque o interlocutor, pronto para começar a falar dele mesmo, o que sempre fazemos ao perguntar ao outro como ele vai, ficou surpreso com a resposta, engasgou e não teve alternativa, sucumbiu e deu uma risada: “Boa essa… tirando o que está ruim o resto está péssimo”.

E foi-se ele, com cacófato e tudo, em busca do próprio destino pelo qual eu não estava menormente interessado, poupando-me de mais uma dose de chateação humana.

O pessimista é, em geral, um religioso ferrenho, cultiva o ruim com fervor e pratica os ritos indispensáveis para evitá-lo, sabendo que nenhuma força da natureza impedirá que ele se apresente:

“Se ninguém se encostar naquele poste até eu passar por ele, vai dar certo”.

“Se não tiver mais do que cinco pessoas na fila do banco, vai ter saldo na minha conta”.

“Se o primeiro carro que dobrar aquela esquina for uma van, hoje ela dá para mim”.

O pessimista sabe que se a aposta der certo ou der errado, o resultado de seus pleitos será o mesmo, ruim, porque a característica essencial do pessimista, além de ser azarado, é jamais aceitar o bom.

Pessoalmente eu creio que o pior pensamento do pessimista se dá quando ele encontra um otimista: “Coitado, ele não sabe o que o espera”. Como se isto fosse um desejo de que o ruim aconteça também para o outro.

Mas eu sei que não é um desejo. O pessimista de verdade não tem desejos, fantasias, ilusões.

O pessimista de verdade tem é medo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: