Saltar para o conteúdo
22/09/2012 / Paulo Wainberg

Minhas madrugadas

Adoro minhas madrugadas, quando percebo que está tudo bem, a noite é minha e posso ser quem eu quiser.

Adoro os silêncios da minha madrugada, que são de paz e barulhentos, pois posso ouvir todos os ruídos e imaginar o que cada um significa.

Adoro minhas madrugadas em que, absolutamente sozinho, estou repleto de companhia que flui do me cérebro, me envolve com ternura e me tortura a boa tortura.

Adoro minhas madrugadas, quando o tempo pára e só anda quando eu quero.

Se eu pudesse estar sempre assim, feliz, com certeza iria desejar o amanhecer para contar a alguém como foi bom.

One Comment

Deixe um Comentário
  1. Susana Freitas / Set 23 2012 18:09

    Amo isto!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: