Saltar para o conteúdo
18/09/2012 / Paulo Wainberg

Universo, esse maluco

Li que um telescópio no Chile está fotografando trezentos milhões de galáxias. Trezentos milhões de galáxias!

O objetivo é estudar a força oculta que faz com que o Universo se expanda rapidamente.

Isaac Newton estabeleceu as leis do Universo a partir da força de gravidade.

Einstein revolucionou a física, com sua Teoria da Relatividade, ao demonstrar que a massa se expande à  velocidade da luz e que a luz se curva, pela força de gravidade, e que, portanto, o Universo é curvo.

De acordo com esses conceitos, o Universo deveria encolher lentamente, até explodir numa inimaginável entropia, pois as galáxias estariam se movendo, todas, numa mesma direção.

Bem, até aqui está fácil de entender, eu acho.

Porém, em 1988, os astrônomos descobriram que o Universo se expande em velocidade acelerada, isto é, ele aumenta, isto é, ele contraria a lei da gravidade, os corpos celestes não se atraem e, o que é pior, se afastam.

Sem saber mais com o que estavam lidando, os cientistas decidiram que existe uma força oculta que se opõe e se sobrepõe à gravidade.

Claro que você já percebeu que estou falando em distâncias e espaços gigantescos, nada a ver com a gravidade da terra, que nos impede de sair voando por aí.

Nem com a gravidade dos corpos celestes próximos, como a Terra e o Sol, que faz com que estrelas, planetas e satélites mantenham-se em órbita, uns ao redor dos outros.

Não, estou falando da Via Láctea, a nossa galáxia que, graças à força oculta, se afasta de Alfa-Centauri, quando deveria se aproximar dela, ou ambas deveriam se aproximar de algo gigantesco que as atrai, junto com as demais.

Ora, se a física não consegue explicar, ainda, as inexistências provisórias, que são as lacunas no conhecimento, certamente a Filosofia pode.

Que força oculta é essa?

A resposta mais óbvia é Deus. O criador não iria desejar que sua criação se auto-explodisse assim, sem mais nem menos. Orgulhoso de sua obra, tratou de criar uma força, que é oculta apenas para os incréus e hereges, para evitar o drama e salvar o Universo da tragédia.

Como não é da índole desta coluna aceitar o óbvio assim, no mole, torna-se imperativo indagar, ir além, e buscar outra explicação para o fenômeno.

Não sei para vocês, mas para mim é importante saber que o Universo, graças à sua expansão, pode existir mais alguns bilhões de anos além do que estava previsto. Fico mais seguro, entendeu?

Hoje dispomos do Bóson de Higgs e do Neutrino para avançarmos nesta elucubração filosófica. Se o Universo surgiu de uma grande explosão e como a luz não é mais a velocidade absoluta, porque o Neutrino é mais veloz que ela, fica evidente que Einstein estava errado e nem tudo é relativo.

Como sempre, dependemos dos nossos sentidos para formular pensamentos inteligentes e ainda não temos olhos suficientes para saber de que modo o Neutrino vai alterar nossa percepção sobre o movimento do Universo.

Talvez, filosoficamente falando, até hoje estejamos interpretando as leis da física a partir de uma percepção visual equivocada que nos induziu a medir distâncias siderais em anos-luz. Se fizermos essa mesma medição em anos-neutrino, com certeza as distâncias espaciais diminuirão numa proporção absurda e com isto poderemos concluir que a distância entre as galáxias é bem menor do que parece e que, apesar do título deste texto, o maluco sou eu.

3 comentários

Deixe um Comentário
  1. lista de email / Set 18 2012 16:03

    i became a regular follower of your blog. thanks for all the good info. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

    Gostar

  2. lista de email / Set 19 2012 11:18

    your concept is right. i think this way too. thanks for explaining it well. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

    Gostar

  3. Green Swamp Mitigation Bank / Jan 9 2013 20:32

    The account aided me a acceptable deal.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: