Saltar para o conteúdo
06/04/2012 / Paulo Wainberg

Pecados capitais – Luxúria

Quando o papa Gregório Magno instituiu os sete pecados capitais entre as leis divinas, no final do Século VI, talvez não soubesse que estava criando uma fonte literária extraordinária, ajudando milhares de escritores a encontrar assunto para escrever. Isto aconteceu principalmente após o século XV e foi muito bem recebido pela Inquisição e seus tribunais. A Igreja, atenta à sua missão de policiar a vida alheia, conseguiu bilhões de padre-nossos e aves-maria à custa da mania humana de, por exemplo, gostar tanto dos prazeres carnais, isto é, da Luxúria.

Luxúria significa deixar-se levar pelas paixões da carne, isto é, sexo.

Desde já adianto que é um dos meus pecados capitais favoritos o que, por força da lei das consequências, que inventei numa postagem anterior, já é em si mesmo um pecado, embora não capital.

Num esforço heróico para descobrir de que forma é possível usufruir dos prazeres da carne sem cometer o pecado da Luxúria, conclui, com pouca satisfação, que as regras para tanto são, no mínimo, chatas.

Você toca o corpo alheio, até aí, tudo bem. Mas não se deixe levar, imagine que está tocando uma caldeira morna, sinta o metal aquecido em suas mãos e controle o impulso de se enfiar na caldeira. Se você não controlar? Luxúria.

Na hora do beijo, imagine que a boca do outro é um chaveiro. Não toque sua língua no chaveiro, se não? Luxúria.

Ao tocar os seios dela, pense em gelatina. Gelatina sem gosto, se tiver gosto, Luxúria!

O único sexo oral permitido é conversar sobre sexo.

Durante a transa, considere-se um jogador de rugbi ou uma  esteira de corrida. Se deixar-se envolver pelo que está fazendo, Luxúria.

Ao se aproximar o orgasmo inicie uma discussão sobre não levantar a tampa da privada quando faz xixi e deixe os fluidos correrem livres. Se sentir um pingo de prazer, Luxúria.

Eu, entre os fatos da vida e os fatos da Igreja, já fiz a minha escolha há muito, mas há muito tempo: Sou um pecador contumaz, juramentado e contribuinte do INSS.

Você faça a sua: peque ou aceite a garantia que o papa Gregorio Magno lhe deu, de uma vida melhor do que esta que você tem, depois que estiver morto.

One Comment

Deixe um Comentário
  1. lista de emails / Dez 27 2012 16:21

    the site is great and really very interesting too and this site is ruthless to others. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: