Saltar para o conteúdo
30/01/2012 / Paulo Wainberg

Romance, bolero e samba-canção

Quando o amor manda notícias,

 valeu a pena esperar.
Aquele amor enrustido,
lá no fundo escondido,
Com medo de se revelar.
Sabe o amor sentido,
Do qual não se ousa falar?
Quando esse amor te responde,
Lindo, sorrindo e a cantar
Você nunca mais se esconde,
Abra os braços, do jeito de abraçar,
Receba os abraços, aqueles de endoidar,
E… deixe-se ficar,
Em êxtase total
Que só um amor revelado
Sabe como deixar.

Amor assim profundo,
Quando manda notícias,
É que ficou pelo mundo,
Impregnado de malícia,
Desejos de sacanagem,
Pernas a se enlaçar,
Mãos a te devorar,
Beijos de língua
A me conflagrar
E do teu corpo a miragem,
Os meus olhos
Inundar.

Quando o amor manda notícias

saiba que valeu a pena esperar.
E mesmo que não seja verdade,
E mesmo que seja só vontade
Solerte e sub-reptícia,
A te fantasiar,
Não despreze a ocasião,
Sonhe – como eu sonhei –
Viva a ardente paixão,
Consigne, para constar,
Que esperar não foi em vão.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: