Saltar para o conteúdo
09/01/2012 / Paulo Wainberg

Complicar o simples?

Uma leitora que se transformou numa querida e importante amiga, me enviou um e-mail, dia desses, dizendo mais ou menos o seguinte: “Você complica demais as coisas simples e, com isto, perde muitas oportunidades de ser feliz”.

Como sempre faço, quando as coisas me atingem em cheio, respondi em tom de brincadeira, mas não parei mais de pensar no que ela me disse.

A minha vida tem sido uma sucessão de fases,  durante as quais me modifico internamente, sem nunca ter conseguido um equilíbrio. Vou me explicar, às vezes gosto de algo e às vezes aquilo de que gosto não me satisfaz, perde a importância, o que me coloca numa espécie de limbo, até que, ou volte a gostar das mesmas coisas ou surja outra, nova, que me entusiasme.

Existem vários nomes para esse meu infernal fenômeno psíquico, que podem ser classificados em qualquer espaço, entre bipolaridade e complicar as coisas simples.

O fato é que minha amiga querida tem toda razão (quase sempre tem), sou muito mais feliz quando aceito as coisas como elas são e fico muito, mas muito infeliz, quando resolvo complicar.

Já sei, com a clareza da mais límpida água cristalina, que me dou muito mal, quando fico infeliz.

E me dou muito bem, quando estou feliz.

Alguém acha que é uma simples questão de escolha ou uma complicada impossibilidade de escolher?

3 comentários

Deixe um Comentário
  1. raphadoceencanto / Jan 10 2012 11:08

    Olá Paulo, bom dia!

    Eu sinceramente acho que é da natureza humana complicar as coisas, sei lá.. mas acho que somos tão complexos que qndo as coisas são fáceis ( e na maioria das vezes é mesmo) queremos fazer com que fique complexo tb.. é estranho dizer isso, mas acredito que seja verdade. Mas há um bom tempo venho tentando “me simplicar”.. até que está dando certo.. tenho sido mais calma ultimamente hehehe

    Beijocas!
    Rapha -Doce Encanto
    http://rapha-doceencanto.blogspot.com/

    Gostar

    • Paulo Wainberg / Jan 10 2012 11:27

      Oi Rapha, obrigado pelo comentário. A questão é essa mesmo, até quando conseguimos controlar isso? Abraços.

      Gostar

  2. Thiago Antunes de Moraes / Set 27 2013 10:26

    Nós temos o dom de querer complicar o que é simples… e buscar felicidade em coisas muito complexas (que nós as tornamos)… Sendo que a maior simplicidade e fonte de Alegria real está a nos chamar a todo instante, apenas abrir a porta e deixá-lo habitar em nós, esse é o segredo, o Senhor Jesus está sempre a bater na porta do nosso coração, e abrir a porta só depende de nós mesmos…

    Tenha um ótimo fim de semana…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: