Saltar para o conteúdo
18/02/2011 / Paulo Wainberg

Enquete do dia

A enquete de hoje é para saber se você prefere isto ou aquilo.

Não gosto muito de explicar minhas pesquisas  científicas, mas neste caso julgo importante traçar um perfil adjetivo do significado daquilo que pretendo descobrir.

Quando falo em perfil adjetivo, quero falar em qualidades, isto é, o que desejo decifrar com a enquete possui quais qualificativos que fazem a enquete possuir relevância, no mundo das enquetes.

Porque, não sei se você sabe, mas com certeza deve saber, as enquetes possuem seu universo próprio, regido por leis próprias, tão imutáveis quanto as leis da inquietação.

A inquietação é um fenômeno localizado no, como definem as palavras cruzadas, substrato instintivo da psiquê, isto é, o id, nada mais nada menos do que duas letras que se unem para todo o sempre para definir exatamente o que é o substrato instintivo da psiquê, que me corretor ortográfico insiste em sublinhar de vermelho, indicando que não tem acento circunflexo no e, mas eu insisto em colocar porque psiquê sem acento circunflexo fica sendo psique, palavra cujo significado desconheço.

Voltando à questão, você sabia que a inquietação se manifesta apenas em personalidade inquietas? É lógico, é mais do que lógico, é supinamente lógico, porque personalidades quietas não se inquietam e, quando se inquietam deixam de ser quietas, o que é uma verdade tão fulgurante quanto um dia de chuva.

Como poderia dizer Confúcio, se vivo estivesse, não procure a verdade num copo de uísque. A verdade está numa garrafa de uísque, sugerindo, indiretamente, que um copo de uísque é pouco para descobrir a verdade.

Conheço casos em que nem com duas garrafas de uísque o favorecido descobre a verdade.

O que é a verdade? Você sabe? Não? É claro que não. Eu sei, mas prometi não contar a ninguém e não sou homem de quebrar minhas promessas. Que tipo de homem eu sou, então, você ousaria perguntar?

Pode perguntar. Vamos, pergunte.

Eu sabia. Você não tem coragem.

O que me leva a refletir sobre a coragem. Na sua opinião, o corajoso é aquele que tem medo, enfrenta o medo e briga com o bandido? Ou então o corajoso é tão valente que não tem medo, nem sabe o que o medo significa?

Seja um, seja outro, não faz diferença. O corajoso tem, em geral, mania de ser herói. É ele quem entra no mar para ajudar o salva-vidas, acaba se afogando e estraga teu fim de semana.

Fuja dos heróis, eles são chatos, metidos e se dão mal.

Voltando ao tema, o universo das enquetes é rico em espirais e desvios, realidades paralelas, virtuais, parabólicas e analógicas.

Por ele transitam todas as formas de emulação duvidosa que a pesquisa transversal acalma, como no presente caso.

Sou atento ao mercado, minhas ações se situam no plano das bancas de peixe, frutas e hortaliças.

Graças a isto não movo um dedo, não assopro uma palha sem antes fazer uma enquete que vai me indicar quais as tendências, para onde o mercado vai, se ele está calmo, nervoso ou indiferente.

Devo minha ruína a isto. E não me arrependo.

Para responder à enquete de hoje, proceda da seguinte forma: se você prefere isto, diga sim. Se você prefere aquilo, diga Yes. Se você não prefere nem isto nem aquilo, diga oui.

E se você chegou até aqui diga Ai Meu Deus!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: